Logótipo © Galeria Alice Floriano. Cortesia Alice Floriano.
Alice Floriano. Fotografia: Gustavo Vargas. Cortesia Galeria Alice Floriano.
Galeria Alice Floriano. Fotografia: Beta Iribarrem. Cortesia Galeria Alice Floriano.
Logótipo © Galerie Door. Cortesia Galeria Door.
Doreen Timmers (Proprietária da Galerie Door) a usar V.O.C. de Theo Smeets,. Fotografia: Manuel Ocaña. Cortesia Theo Smeets.
Galerie Door: Primavera 2019, exposição de Tatjana Giorgadse, Taehee Inn, Typhaine le Monnier e Arash Fakhim. Fotografia: Direitos reservados. Cortesia Galerie Door.
Galerie Door: Primavera 2018, exposição 'Wood for thought' Mielle Harvey e Kun Zhang. Fotografia: Direitos reservados. Cortesia Galerie Door.
Logótipo © Gallery S O. Cortesia Gallery S O.
Gallery S O, Brick Lane, Londres. Vista geral. Fotografia: Direitos reservados. Cortesia Gallery S O.
Galerie S O, Solothurn, Suíça. Vista geral. Fotografia: Direitos reservados. Cortesia Galerie S O.
Logótipo © Galerie Viceversa. Cortesia Galerie Viceversa.
Galerie Viceversa: Ilona Schwippel e Christian Balmer. Fotografia: Direitos reservados. Cortesia Galerie Viceversa.
Galerie Viceversa. Vista geral. Fotografia: Direitos reservados. Cortesia Galerie Viceversa.
previous arrow
next arrow
Slider
            JEWELLERY ROOM
 
GALERIAS INTERNACIONAIS
Curadoria de Marta Costa Reis
17 de setembro, sexta
Visita privada
14h–17h
 
18 de setembro, sábado
15h–19h
CONVERSAS
Moderação de Marta Costa Reis
16h–18h
 
19 de setembro, domingo
11h–17h
 
Galeria de Arte Moderna
 
GALERIA ALICE FLORIANO inaugurou em 2015, com o propósito de disseminar e promover a joalharia contemporânea como movimento artístico e expressão cultural, na cidade de Porto Alegre, Brasil. A artista joalheira e galerista Alice Floriano apresenta artistas consagrados e novos talentos do cenário mundial, dando assim espaço e visibilidade para quem está no início da carreira, mas já apresenta um trabalho consistente e promissor. A partir de 2017/2018, além da galeria permanente, em Porto Alegre, passou a atuar de forma pontual e itinerante em São Paulo, Rio de Janeiro, e em outras cidades brasileiras, ampliando as oportunidades de acesso ao público a esta arte portátil extraordinária ainda pouco difundida no Brasil. A galeria representa, atualmente, cerca de cinquenta artistas joalheiros e seleciona regularmente novos nomes para integrar o seu catálogo. Em 2019, a galeria participou na primeira edição da Milan Jewelry Week. Ao longo do ano de 2020, atuou de forma ativa, inserindo nas suas atividades ações sociais e educativas, e participou na Athens Jewelry Week
GALERIE DOOR fundada em 2017, em Nijmegen, Países Baixos, exibe joalharia contemporânea e artes plásticas de artistas e designers (inter)nacionais, tanto jovens talentos e recém-graduados como nomes já estabelecidos: Phillip Sajet, Jutta Kallfelz, Idiots (Afke Golsteij, Floris Bakker) e Typhaine Le Monnier. Doreen Timmers, a fundadora, formada em história de arte, procura  constantemente peças de arte experimentais e conceptuais. As obras exibidas são estimulantes, uma alegria para os olhos e uma provocação para o cérebro, algumas pela sua franqueza, outras pela originalidade das histórias e outras pela poesia e humor que transmitem. O que todas partilham é, de facto, a qualidade técnica. Aqui, pode encontrar alfinetes, desenhos, colares, pinturas, anéis na fronteira entre as artes plásticas e as artes aplicadas.
GALERY S O foi fundada em 2003 por Felix Flury, em Solothurn, Suíça, e seis anos depois abriu um segundo espaço em Brick Lane, Londres. O foco principal da galeria é explorar o potencial do objeto contemporâneo e as interconexões entre função, forma e conceito. A galeria S O procura oferecer um espaço para o diálogo aberto e frutuoso entre diferentes disciplinas artísticas. Para além de representar artistas de joalharia de renome internacional, a galeria S O organiza exposições temporárias de arte e design na sua excepcional área de projetos e publica monografias, catálogos e livros.
GALERIE VICEVERSA de Ilona Schwippel e Christian Balmer funcionou, durante vinte anos, nos edifícios das antigas bilheteiras dos caminhos-de-ferro suíços e apresenta-se como um convite a embarcar no comboio da joia contemporânea, com idas e regressos a horizontes múltiplos, à pluralidade das abordagens dos criadores que são apresentados e transmitem o gosto das diversas faces da joalharia de autor contemporânea. Algumas marcas de relógios e de joalharia, escolhidas pelas suas qualidades estéticas e técnicas, completam este universo.
.