images/BIENAL_pagina_inicial21.png
Slide
Typhaine Le Monnier, «Viseiras», 2020. Colar (aço pintado e acetato), Ø 20 x 30 x 1 cm. Fotografia: Teresa Santos
Slide
«Coroa Preciosa da Imagem de Nossa Senhora de Fátima», c. 1940, Coroa (ouro, prata e pedras preciosas  – c. 2680 pedras e 313 pérolas – de joias doadas à Virgem como ação de graças pela sua proteção ao país durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1984 o projétil que baleou o papa João Paulo II no dia 13 de maio de 1981 foi integrado no interior da coroa, enquanto relíquia de contacto). Produzida pela Casa Leitão & Irmão e o projétil foi inserido pela Ourivesaria Gomes da Póvoa. Altura: 24 cm, Ø máximo: 14,89 cm,  Ø do aro inferior: 10,48 cm. Fotografia: Arquivo do Santuário de Fátima
previous arrow
next arrow
Slide
Slide
previous arrow
next arrow


SOBRE

SUOR FRIO, título proposto pela artista Kadri Maelk para a 1.ª Bienal de Joalharia Contemporânea de Lisboa, convida-nos a refletir sobre o CORPO, o MEDO e a PROTEÇÃO através de projetos expositivos, colóquios, encontros e masterclasses. A situação de pandemia que atravessamos e que nos obrigou a repensar o nosso modus operandi, e o medo e a incerteza que se instalaram, levaram-nos a escolher como tema um aspeto marcante na história da joalharia — a proteção física e espiritual — e a debater qual o seu sentido no século XXI. O tema emerge com o projeto expositivo que a PIN lançou em março de 2020, no início do confinamento: desenvolver uma joia/objeto de proteção para o século XXI, com apresentação numa exposição online patente no MUDE – Museu do Design e da Moda (MUDE) desde julho de 2020.
A exposição nuclear reúne trabalhos que refletem o tema da Bienal, realizados nos últimos vinte anos por artistas internacionais e será produzida em parceria entre o MUDE, o Museu de São Roque e a PIN — e estará patente na Galeria de Exposições Temporárias, na Igreja e no Museu de São Roque. A exposição conta ainda com a parceria do Museu da Farmácia que acolherá algumas obras contemporâneas que estabelecerão diálogo com as obras da sua coleção. ...
O primeiro colóquio será subordinado aos temas gerais da Bienal: o Corpo, o Medo e a Proteção. Cada dia serão convidados três investigadores/especialistas de várias disciplinas. Um moderador apresentará o tema, os oradores e animará o debate. Em parceria com o Centro de Investigação e Tecnologia das Artes da Universidade Católica Portuguesa – Escola das Artes, decorrerá na Brotéria, que acolherá também, na sua Galeria e no âmbito da Bienal, a exposição do grupo õhuLoss da Estónia.
Numa produção do MUDE, a Sociedade Nacional de Belas-Artes (SNBA) acolherá uma exposição antológica da obra de joalharia do escultor José Aurélio.
Também na SNBA, decorrerá o Jewellery Room onde galerias internacionais especializadas em joalharia contemporânea, estimularão o mercado e darão a conhecer o panorama internacional.
Os Departamentos de Joalharia do Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual e da Escola Artística António Arroio desenvolverão um projeto subordinado ao tema da Bienal e apresentarão, nos seus espaços, a exposição dos resultados. Este projeto será extensivo a nove escolas internacionais que integrarão as duas mostras e estarão presentes para um encontro de ideias e partilha de experiências de ensino.
Na semana que antecede a inauguração oficial da Bienal, decorrerão no Ar.Co duas masterclasses, orientadas pelos artistas e professores internacionais Christoph Zellweger e Caroline Broadhead, sobre o Medo e a Proteção, respetivamente. Os resultados serão apresentados em simultâneo com a exposição das escolas.
Em outubro, a Coroa Preciosa de Nossa Senhora de Fátima — hoje também relicário do projétil (relíquia de contacto) que atingiu o Papa João Paulo II — estará exposta, durante dois dias, na Igreja de São Roque. Será realizado um colóquio sobre a sua história, enquanto objeto de culto e de proteção espiritual. Estarão presentes, entre outros convidados, o Diretor do Museu do Santuário de Fátima Marco Daniel Duarte e um representante da Casa Leitão & Irmão, que realizou a coroa entre 1942 e 1946.
As galerias Sá da Costa, Reverso, Teresa Lacerda, Tereza Seabra e o Instituto Cultural Romeno, em Lisboa, apresentarão diversas exposições internacionais e promoverão palestras e visitas guiadas que serão anunciadas oportunamente.
O  objetivo principal da Bienal é motivar o estudo da história da joalharia — fazendo a ponte com outras disciplinas — e estimular a joalharia contemporânea, criando novos contextos expositivos e promovendo o encontro e o intercâmbio entre investigadores, curadores, artistas e estudantes, entre si e com o público nacional e internacional. A Bienal encoraja ainda a reflexão sobre o momento complexo que atravessamos sublinhando a importância que a arte tem na vida e no quotidiano de todos.


29 julho – quinta
          EXPOSIÇÃO
18h–20h
Inauguração
OITAVAS DA OFICINA
JOSÉ AURÉLIO: JOALHARIA
Exposição antológica da obra de joalharia do escultor José Aurélio desenvolvida desde os anos 1950
Curadoria de Laura Castro 
Design expositivo de Filipe Alarcão
Design Gráfico de Ana Teresa Ascensão
Galeria Pintor Fernando de Azevedo
Sociedade Nacional de Belas-Artes 
Até 22 de setembro – quarta

10 setembro – sexta
          ENCONTRO.EXPOSIÇÃO ESCOLAS
17h–19h
ENCONTRO
Apresentação das Escolas
19h–20h
EXPOSIÇÃO ESCOLAS NA ANTÓNIO ARROIO
Inauguração
Curadoria de Filomena Lima
e José Lúcio Lima
Escola Artística António Arroio
Até 22 de setembro – quarta
 

11 setembro – sábado
          MASTERCLASSES
10h–17h
MEDO
Christoph Zellweger (CH)
 
10h–17h
PROTEÇÃO
Caroline Broadhead (UK)
 
Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual
Até 15 de setembro – quarta

 

          EXPOSIÇÃO
18h–21h
Inauguração
FERIDA ABERTA
GRUPO BROCA
Curadoria de Grupo Broca (BR)
Galeria Sá da Costa
Até 25 de setembro – sábado

14 setembro – terça
          EXPOSIÇÃO
19h
Inauguração
YOU ARE HERE 
JOALHARIA CONTEMPORÂNEA 
Curadoria de David Sandu (RO)
Organização de Assamblage (RO)
Instituto Cultural Romeno em Lisboa
Até 18 outubro – segunda

15 setembro – quarta
          EXPOSIÇÃO
18h–20h
Inauguração
ÕHULOSS
Curadoria e organização por Õhuloss (EE)
Brotéria 
Até 8 de outubro – sexta

 

          EXPOSIÇÃO
16h–18h
Inauguração
AS ABOVE SO BELOW
EXPOSIÇÃO INDIVIDUAL
Ruudt Peters (NL)
WINDOW PROJECT
Teresa Milheiro
Curadoria de Paula Crespo  
Galeria Reverso 
Até 29 de outubro – sexta

16 setembro – quinta
          EXPOSIÇÃO
11h
VADE RETRO
Curadoria de Tereza Seabra
Galeria Tereza Seabra 
Até 16 de outubro – sábado
          EXPOSIÇÃO
11h
ESCAPULÁRIO:
PROTEGER CORPO E ESPÍRITO
Atelier Teresa Lacerda 
Até 14 de outubro – quinta
          EXPOSIÇÃO
09h–14h
GRUPO BROCA (BR)
Galeria Sá da Costa 
Até 25 de setembro – sábado
          EXPOSIÇÃO
12h–14h
Inauguração
CONJURO: A JOIA COMO MEDIADORA
ENTRE O MEDO E A PROTEÇÃO
Curadoria de Natália Olarte (CO)
e Paula Perez (CO)
Espaço Camões da Sá da Costa
Até 23 de setembro – quinta
 
 
          COLÓQUIO
15h–18h
CORPO
Liesbeth den Besten (NL),
Ana Paula de Campos (BR)
e Bárbara Coutinho  
Moderação de João Paulo Queiroz
Brotéria 
          EXPOSIÇÃO
18h00–20h00
Museu de São Roque
21h00–23h00
Museu da Farmácia
INAUGURAÇÂO DA BIENAL
SUOR FRIO
Design expositivo de Fernando Brizio
Design gráfico de Ilhas Estúdio
Curadoria de Cristina Filipe 
e João Norton de Matos SJ 
Galeria de Exposições Temporárias do Museu de São Roque,
Igreja e Museu de São Roque e Museu da Farmácia 
 
          PERFORMANCE
21h30–22h
CABINET OF RISKS & CHANCES
Instalação, performance e mostra
Novo trabalho de Christoph Zellweger (CH)
22h–23h
DR. KNAP QUALIFIED JEWELLERY ARTIST
Performance with Agnieszka Knap
During Cold Sweat opening
Museu da Farmácia
 

17 setembro – sexta
          ENCONTRO.EXPOSIÇÃO ESCOLAS
10h–12h
ENCONTRO
Apresentação das Escolas
12h–13h
EXPOSIÇÃO ESCOLAS NO ARCO
Inauguração
Curadoria de Catarina Silva
Sala Polivalente
Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual 
17, 18, 19 e 20 de setembro 
 
MASTERCLASSES MEDO E PROTEÇÃO
Encontro
10h–13h
Inauguração 
Curadoria de Caroline Broadhead e Christoph Zellweger
Exposição dos resultados
Departamento de Joalharia
Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual
17, 18, 19 e 20 de setembro
          JEWELLERY ROOM
14h–15h
Visita Privada
15h–19h
Abertura ao público
Curadoria de Marta Costa Reis
Galeria de Arte Moderna e Auditório
Sociedade Nacional de Belas-Artes 
Até 19 de setembro – domingo
 
 
          PERFORMANCE
16h–17h
THROWING KNIVES
com Gisbert Stack (DE)
na exposição Suor Frio
Galeria de Exposições Temporárias
do Museu de São Roque
          COLÓQUIO
18h–21h
MEDO
Alena Alexandrova (NL),
João Norton de Matos SJ
e Rosa Maria Mota 
Moderação de Kadri Mälk (EE)
Brotéria 
 

18 setembro – sábado
          COLÓQUIO
10h–13h
PROTEÇÃO
Denis Bruna (FR), Teresa Morna, João Neto 
e Gonçalo de Vasconcelos e Sousa 
Moderação de Kirstin Kennedy (UK)
Brotéria 
          EXPOSIÇÃO
14h
Welcome drink
VADE RETRO
Curadoria de Tereza Seabra
Galeria Tereza Seabra 
Até 16 de outubro – sábado
 

 

          JEWELLERY ROOM
14h–19h
JEWELLERY ROOM
Curadoria Marta Costa Reis
ARTIST TALK
16h–17h30
OBJECTOS QUE GUARDAMOS
Ana Carolina Escobar (CO/FR), Marion Delarue (FR) e Pedro Sequeira
17h30–19h
MEDOS E AMULETOS
Ruudt Peters (NL), Patrícia Domingues e Tanel Veenre (EE)
Moderação de Marta Costa Reis
Galeria de Arte Moderna, 
Auditório e Biblioteca
Sociedade Nacional de Belas-Artes
Até 19 de setembro – domingo
 
          JANTAR E CINEMA
19h30
Restaurante 39 Degraus
Jantar na Esplanada
21h30
CRÓNICA DOS BONS MALANDROS
Realização de Fernando Lopes
Filme na Esplanada
Cinemateca

19 setembro – domingo
          JEWELLERY ROOM
11h–17h
Curadoria de Marta Costa Reis
Galeria de Arte Moderna e Auditório
Sociedade Nacional de Belas-Artes

 

          EXPOSIÇÃO
11h–12h
Visita guiada pela curadora e o artista
OITAVAS DA OFICINA
JOSÉ AURÉLIO: JOALHARIA
Exposição antológica da obra de joalharia do escultor José Aurélio desenvolvida desde os anos 1950
Curadoria de Laura Castro
Design expositivo de Filipe Alarcão
Galeria Pintor Fernando de Azevedo
Sociedade Nacional de Belas-Artes

 
22 setembro – quarta
          EXPOSIÇÃO
18h–20h
Finissage
OITAVAS DA OFICINA
JOSÉ AURÉLIO: JOALHARIA
Exposição antológica da obra de joalharia do escultor José Aurélio desenvolvida desde os anos 1950
Curadoria de Laura Castro
Design expositivo de Filipe Alarcão
Galeria Pintor Fernando de Azevedo,
Sociedade Nacional de Belas-Artes

7 outubro – quinta
          COLÓQUIO.EXPOSIÇÃO
18h–20h
COROA PRECIOSA de N.ª Sr.ª de Fátima
Marco Daniel Duarte, Rui Galopim de Carvalho, Aura Miguel, António Filipe Pimentel e Jorge van Zeller Leitão
Moderação de Madalena Braz Teixeira
Igreja de São Roque

8 outubro – sexta
          EXPOSIÇÃO
10h–18h
COROA PRECIOSA
de N.ª Sr.ª de Fátima
Igreja de São Roque 

 

          EXPOSIÇÃO
18h–19h
Finissage
ÕHULOSS (EE)
Brotéria 
 

19 novembro – sexta
          ENCERRAMENTO DA BIENAL  
18h–19h
HISTÓRIAS DE JOALHARIA DO NORTE
Palestra com Nanna Melland (NO)
Brotéria  
+

20 novembro – sábado
          ENCERRAMENTO DA BIENAL
 
15h–16h
VESTIMO-NOS PARA NOS TORNARMOS HUMANOS. MAS E O QUE É SER HUMANO?
Palestra com Filomena Silvano
 
16h30–18h
LANÇAMENTO DO LIVRO/CATÁLOGO
SUOR FRIO
Bárbara Coutinho, Cristina Filipe,
Teresa Morna e João Norton de Matos
Moderação de Marta Costa Reis
 
Brotéria


ORGANIZAÇÃO

          CONCEITO E ORGANIZAÇÂO
PIN – Associação Portuguesa de Joalharia Contemporânea
 
          CURADORIA GERAL
Cristina Filipe
 
          DIREÇÃO ARTÍSTICA  
Cristina Filipe
Marta Costa Reis
 
          PRODUÇÃO
Cristina Filipe
Marta Costa Reis
Isa Duarte Ribeiro
Luís Torres
 
          CONTABILIDADE
ATE – Contabilidade e Formação
 
          DESIGN GRÁFICO
ilhas estúdio
 
          WEBSITE
Ricardo Silvestre
 
          PÓS-PRODUÇÃO FOTOGRAFIA
Luís Torres
  
          REVISÃO TEXTO
Luís Filipe Guerra
 
          CONSULTORIA 
Lúcia Abdenur
Ana Albuquerque
Liesbeth den Besten
Monika Brugger
Manuel Costa Cabral
Paula Castro
Paula Crespo
Marco Daniel Duarte
Dulce Ferraz
Agnieska Knap
João Norton de Matos, sj
Typhaine Le Monnier
João Neto
Natália Olarte
Maria José Oliveira
Rui Penedo
António Pinto Ribeiro
Elisabete Ruivo
Tereza Seabra
Catarina Silva
Diana Silva
Filomeno Pereira de Sousa
Manuela Sousa  
Manuel Veiga
Christoph Zellweger  
 
          COMISSÃO CIENTÍFICA
Isabel Ribeiro de Albuquerque
Bárbara Coutinho 
Cristina Filipe
Kadri Mälk 
Teresa Morna 
Gonçalo de Vasconcelos e Sousa 
Madalena Braz Teixeira 
 
          COMISSÃO DE HONRA
Manuel Castro Caldas, Presidente do Ar.Co
Isabel Capeloa Gil, Reitora da UCP
Filipa Klut, Vogal da Mesa, SCML
João Paulo Queiroz, Presidente da SNBA
Catarina Vaz Pinto, Vereadora da Cultura da CML
 
          AMIGOS DA BIENAL
Dulce Ferraz
Luís Ferreira
Zélia Nobre
 

 

PARCEIROS

APOIO INSTITUCIONAL

Direção-Geral das Artes

PARCEIROS INSTITUCIONAIS

CML/MUDE
Museu de São Roque
Santa Casa da Misericórdia de Lisboa
Museu da Farmacia
Santuário de Fatima
Universidade Católica
SBNA
BROTÉRIA
ar.co
Instituto Cultural Romeno
 Escola Artística António Arroio
Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema

OUTROS PARCEIROS

GAleria Tereza Seabra
Galeria Sá da Costa
Galeria Reverso
 
 
 

APOIO À DIVULGAÇÃO

Antena 2
artecapital
AJF
Umbigo
RTP2
Current Obsession
Gerador
 MOP - Ideias fora do formato

OUTROS APOIOS

Embaixada Estonia
STET – livros & fotografias
Embaixada da Noruega
Norwegian Crafts
Embaixada da Suiça
FLAD
IASPIS, The Swedish Arts Grants Committee
João M. Barbosa