Paolo Marcolongo, «Corridoio Rosso», 2019. Anel (vidro soprado de murano, prata). Fotografia: Direitos reservados
    13. Gesine Hackenberg, «Bottle Drawing #1-3», 2021. Colares (prata). Fotografia: Gesine Hackenberg
Monika Brugger, «For Dürer», 2008. Quadro (anel de ponta dos dedos, fotografia). Fotografia: Matthieu Gauchet
Monika Brugger, «For Dürer», 2008. Quadro (anel de ponta dos dedos, fotografia). Fotografia: Matthieu Gauchet
(esq) Sinal de Joaquim, criança exposta n.º 267, 1853 © Arquivo Histórico SCML. (dta) Monika Brugger, "Schmuck", 2008. Fotografia: Corinne Janier
(esq) Sinal de Joaquim, criança exposta n.º 267, 1853 © Arquivo Histórico SCML. (dta) Monika Brugger, "Schmuck", 2008. Fotografia: Corinne Janier
(esq) Sinal de Catarina Rita, criança exposta n.º 673, 1813 © Arquivo Histórico SCML. (dta) Nanna Melland, «648 Anos», 2010. Fotografia: Mirei Takeuchi
(esq) Sinal de Catarina Rita, criança exposta n.º 673, 1813 © Arquivo Histórico SCML. (dta) Nanna Melland, «648 Anos», 2010. Fotografia: Mirei Takeuchi
(esq) Paolo Marcolongo, «Corridoio Rosso», 2019. Anel (vidro soprado de murano, prata). Fotografia: Alberto Petrò. (dta) Hilde De Decker, «For the Farmer and the Market Gardener», 2020. Frascos de con
(esq) Paolo Marcolongo, «Corridoio Rosso», 2019. Anel (vidro soprado de murano, prata). Fotografia: Alberto Petrò. (dta) Hilde De Decker, «For the Farmer and the Market Gardener», 2020. Frascos de conserva com joias (joalharia, vegetal, vinagre e rótulo). Fotografia: Hilde De Decker
Ruudt Peters, «LINGAM. ouro», 2021. Colar (madeira dourada a folha de ouro, latão dourado, prata dourada, vidro). Fotografia: Koen Jacobs
Ruudt Peters, «LINGAM. ouro», 2021. Colar (madeira dourada a folha de ouro, latão dourado, prata dourada, vidro). Fotografia: Koen Jacobs
Nedda El-Asmar, «Golden Rule(r)», 2020. Ouro. Fotografia: Luc Daelemans
Nedda El-Asmar, «Golden Rule(r)», 2020. Ouro. Fotografia: Luc Daelemans
José Aurélio, «Torques IX», 2021. Prata, chifre, marfim encontrado. Fotografia: Jorge Ricardo
José Aurélio, «Torques IX», 2021. Prata, chifre, marfim encontrado. Fotografia: Jorge Ricardo
Kadri Maelk, «Suor Frio», 2020. Colar (quartzo, prata oxidada, pérolas pretas do taiti e corrente de bronze). Fotografia: Tiit Rammul
Kadri Maelk, «Suor Frio», 2020. Colar (quartzo, prata oxidada, pérolas pretas do taiti e corrente de bronze). Fotografia: Tiit Rammul
Kadri Maelk, «Suor Frio», 2020. Colar (quartzo, prata oxidada, pérolas pretas do taiti e corrente de bronze). Fotografia: Tiit Rammul
Kadri Maelk, «Suor Frio», 2020. Colar (quartzo, prata oxidada, pérolas pretas do taiti e corrente de bronze). Fotografia: Tiit Rammul
Theo Smeets, «ps. Fuck You», 2011. Broche (agate, silver, plástico e aço). Fotografia: Manuel Ocaña
Theo Smeets, «ps. Fuck You», 2011. Broche (agate, silver, plástico e aço). Fotografia: Manuel Ocaña
Gisbert Stach, «Throwing Knives» 2018. Performance at Art Jewelry Night Budapest. Fotografia: Marcel Piti
Gisbert Stach, «Throwing Knives» 2018. Performance at Art Jewelry Night Budapest. Fotografia: Marcel Piti
Gisbert Stach, «Throwing Knives», 2015. Performance at Maximiliansforum. Fotografia: Reinhard Burkl
Gisbert Stach, «Throwing Knives», 2015. Performance at Maximiliansforum. Fotografia: Reinhard Burkl
Rui Chafes, «Lázaro», 2021. Escultura (ferro). Fotografia: Alcino Gonçalves
Rui Chafes, «Lázaro», 2021. Escultura (ferro). Fotografia: Alcino Gonçalves
Gesine Hackenberg, «Bottle Drawing #1-3», 2021. Colares (prata). Fotografia: Gesine Hackenberg
Gesine Hackenberg, «Bottle Drawing #1-3», 2021. Colares (prata). Fotografia: Gesine Hackenberg
Lúcia Abdenur, «Bolha», 2020. Relicário (prata e pigmento). Fotografia: Lúcia Abdenur
Lúcia Abdenur, «Bolha», 2020. Relicário (prata e pigmento). Fotografia: Lúcia Abdenur
Caroline Broadhead, «Preservation», 2021. Colar (pérolas vintage, vidro, acrílico). Fotografia: Jack Cole
Caroline Broadhead, «Preservation», 2021. Colar (pérolas vintage, vidro, acrílico). Fotografia: Jack Cole
Daniel Blaufuks, «Hoje Nada II», 2019. Fotografia com moldura. Cortesia Galeria Vera Cortês
Daniel Blaufuks, «Hoje Nada II», 2019. Fotografia com moldura. Cortesia Galeria Vera Cortês
(esq) Bernard Schobinger, «Mermaid's Wedding II», 2012. Colar (ferramentas de pesca antigas em metal, anzóis, amostras, nylon, plástico). Fotografia e Cortesia: Galeria S O. (dta) Relicário do Santo
(esq) Bernard Schobinger, «Mermaid's Wedding II», 2012. Colar (ferramentas de pesca antigas em metal, anzóis, amostras, nylon, plástico). Fotografia e Cortesia: Galeria S O. (dta) Relicário do Santo Espinho da Coroa de Cristo, Portugal 1600. Relicário pendente (cristal de rocha, ouro, esmaltes). Coleção Museu de São Roque, inv.1289 © SCML
Manuela Sousa, «2020», 2021. Objeto (madeira, papel, luva em nitrilo). Fotografia: Eduardo Sousa Ribeiro
Manuela Sousa, «2020», 2021. Objeto (madeira, papel, luva em nitrilo). Fotografia: Eduardo Sousa Ribeiro
Hans Stofer, «Telephone», 2021. Colar (pregos de aço, apitos de baquelite). Fotografia: Hans Stofer
Hans Stofer, «Telephone», 2021. Colar (pregos de aço, apitos de baquelite). Fotografia: Hans Stofer
Tine Vindevogel, «It Is, it Becomes», 2021. Estatueta (readymade de nossa senhora em porcelana e de capacete dourado com folha de ouro, campânula em vidro). Fotografia: Johan Hespeel
Tine Vindevogel, «It Is, it Becomes», 2021. Estatueta (readymade de nossa senhora em porcelana e de capacete dourado com folha de ouro, campânula em vidro). Fotografia: Johan Hespeel
previous arrow
next arrow
Polo Museu de São Roque ( Galeria, Igreja, Museu)
Christoph Zellweger, «Cabinet of Risks & Chances» 2021. Fotografia: Christoph Zellweger
Christoph Zellweger, «Cabinet of Risks & Chances» 2021. Fotografia: Christoph Zellweger
Agnieszka Knap, «Dr. Knap Qualified Jewellery Artist», 2020. Performance. Fotografia da performance. Fotografia: Rikard Westman
Agnieszka Knap, «Dr. Knap Qualified Jewellery Artist», 2020. Performance. Fotografia da performance. Fotografia: Rikard Westman
Carla Castiajo, «Máscara para Tempos Incertos», 2020. Cabelos humanos e pele. Fotografia: Carla Castiajo
Carla Castiajo, «Máscara para Tempos Incertos», 2020. Cabelos humanos e pele. Fotografia: Carla Castiajo
Christoph Zellweger, «Cabinet of Risks & Chances», 2021. Fotografia: Christoph Zellweger
Christoph Zellweger, «Cabinet of Risks & Chances», 2021. Fotografia: Christoph Zellweger
Typhaine Le Monnier, «Viseira», 2020. Viseira (aço, tinta, acetato). Fotografia: Teresa Santos. Modelo: Alice Tropa
Typhaine Le Monnier, «Viseira», 2020. Viseira (aço, tinta, acetato). Fotografia: Teresa Santos. Modelo: Alice Tropa
previous arrow
next arrow
Polo Museu da Farmácia
            EXPOSIÇÃO
 
SUOR FRIO
Curadoria de Cristina Filipe e João Norton de Matos SJ
Design expositivo de Fernando Brízio
Design comunicação Ilhas Estúdio
 
ABERTURA DA BIENAL
16 de setembro, quinta
 
18h–20h
Galeria de Exposições Temporárias
do Museu de São Roque
Todos os dias
Museu de São Roque
10h-18h
Igreja de São Roque e e Galeria de Exposições Temporárias 
10h–12h e 13h30–18h
Acesso condicionado à Igreja e Galeria durante celebrações de culto na Igreja de São Roque
Encerra à segunda-feira
 
até 21 de novembro, domingo
  
22h–23h
De segunda a sexta 10h–18h
Sábado 10h–13h e 14h–18h
Domingo encerrado
 
até 8 janeiro 2022, sábado
 
PROGRAMAÇÃO EDUCATIVA E CULTURAL
 
Museu da Farmácia
15 de outubro, sexta
18h – Conversa sobre joias e objetos de proteção com o diretor João Neto e os curadores 
 
5 de novembro, sexta
18 – Conversa sobre joias e objetos de proteção com o diretor João Neto e os artistas  

Museu de São Roque e Galeria de Expoisções Temporárias do Museu de São Roque
16 de outubro, sábado
15h – Conversa  com João Norton de Matos sj e 2 artistas
18 de novembro, quinta
18h – Conversa com Cristina Filipe e 2 artistas  
 
23 de outubro, sábado
13 de novembro, sábado
15h – Visita guiada pelos curadores  
 
Todas as 4as feiras às 13h e sábados às 16h30 visitas guiadas pelo serviço educativo.
 
Igreja de São Roque
17 de outubro, domingo
"O Terceiro Lázaro"
Palestra com o padre Vasco Pinto Magalhães, sj
Visita explicada à escultura Lázaro de Rui Chafes com o padre João Norton de Matos, sj.
 
 
SUOR FRIO é uma exposição organizada pela PIN – Associação Portuguesa de Joalharia Contemporânea, em parceria com o Museu de São Roque da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, o MUDE – Museu do Design e da Moda, Coleção Francisco Capelo e o Museu da Farmácia.
A exposição, iniciativa central da 1.ª Bienal de Joalharia Contemporânea de Lisboa, integra joalharia contemporânea, mas também performance, escultura, fotografia e filme em diálogo com o espaço e obras da Igreja e do Museu de São Roque e do Museu da Farmácia, os dois polos que acolhem este projeto expositivo. Pontualmente, estabelece relação com peças do Arquivo Histórico da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e da Casa Ásia – Coleção Francisco Capelo. Não se procuram contrastes, mas enquadramentos, como se as obras contemporâneas fossem parte integrante dos lugares onde estão expostas, ampliando o seu sentido. Pretende-se, também, que as obras destas coleções museológicas sejam revisitadas através do diálogo com peças contemporâneas.
A presente exposição tem origem no projeto «Joias e Objetos de Proteção para o Século XXI», desenvolvido pela PIN, em parceria com o MUDE, durante o primeiro confinamento, gerador do tema da 1.ª Bienal de Joalharia Contemporânea de Lisboa. Adota o tema, pela sua atualidade, e expande-o através da escolha de obras de outros artistas nacionais e internacionais, dos últimos vinte anos, que de modos diversos refletem sobre o Corpo, o Medo e a Proteção.
Nos dias 7 e 8 de outubro, a exposição integra a Coroa Preciosa de Nossa Senhora pertencente à coleção do Museu do Santuário de Fátima, realizada a partir de joias doadas ao Santuário como agradecimento por Portugal não ter sofrido a devastação da II Guerra Mundial. Desde 1984, a coroa guarda ainda a bala, relíquia de contacto, que atingiu o Papa João Paulo II em Roma, assumindo também a função de relicário. Surgirá em tríptico com os altares dos relicários diante do altar-mor da Igreja de São Roque.
O diálogo entre obras aparentemente heterogéneas visa estimular a reflexão em torno do inquietante momento histórico que atravessamos.
No âmbito da exposição serão organizados dois encontros: o Colóquio Coroa Preciosa no dia 7 de outubro que reúne na mesma mesa vários especialistas do tema, moderada por Madalena Braz Teixeira. E, no fim de semana inaugural, dias 16, 17 e 18 de setembro, o Colóquio Corpo Medo e Proteção reúne  investigadores de diferentes áreas que nos ajudarão a refletir sobre os temas nucleares da exposição.
No fim de semana inaugural e como parte integrante da programação da Bienal decorrem duas performances no contexto da expoisção Suor Frio: «Dr. Knap: Qualified Jewellery Artist» com a artista Agnieszka Knap no Museu da Farmácia , relacionada com o tema Corpo, e a performance «Throwing Knives» com o arista Gisbert Stack no dia 17 de setembro, relacionada com o tema Medo, decorrerá na Galeria de Exposições Temporárias do Museu de São Roque.
 
Participantes: Lúcia Abdenur (BR), Telma Aguiar (BR), Ana Albuquerque, Inês Almeida, Pilar Andaluz, José Aurélio, Daniel Blaufuks, Fernando Brízio, Caroline Broadhead (UK), Monika Brugger (DE/FR), Ana Cardim, Jorge Castañon (AR), Carla Castiajo, Paula Castro, Rui Chafes, Norman Cherry (UK), Marcia Cirne (BR), Paula Crespo, Rámon Puig Cuyàs (ES), Teresa Dantas, Hilde De Decker (BE), Patrícia Domingues, Nedda El-Asmar (BE), Dulce Ferraz, Fernanda Fragateiro, Sandra Manin Frias (BR), Alberto Gordillo, Gesine Hackenberg (NL), Leonor Hipólito, Manuel Júlio, Beppe Kessler (NL), Agnieszka Knap (SW), Miriam Mirna Korolkovas (BR), Kukas, Salomé Lamas, Kadri Mälk (EE), Paolo Marcolongo (IT), Nanna Melland (NO), Marília Maria Mira, Typhaine Le Monnier (FR/PT), Lia Morais, Zélia Nobre, Olga Noronha, Ted Noten (NL), Inês Nunes, Natália Olarte (CO), Maria José Oliveira, Ruudt Peters (NL), Alexandra de Serpa Pimentel, Valentim Quaresma, Marta Costa Reis, Isa Duarte Ribeiro, Rudolf Ruthner (AU/BR), Nininha Guimarães dos Santos, Bernhard Schobinger (CH), Tereza Seabra, Pedro Sequeira, Catarina Silva, Diana Silva, Theo Smeets (NL/DE), Filomeno, Manuela Sousa, Gisbert Stach (DE), Deganit Stern-Schoken (IL), Hans Stofer (CH), Luís Torres, Mar Juan Tortosa (ES), Manuel Vilhena, Tine Vindevogel e Christoph Zellweger (CH)
 
Casa Leitão & Irmão, pela Coroa Preciosa 
O colar de Alcides Fortes e Valeria Vallarta e as Alianças de Valeria e Hes Siemelink, in memoriam de Valleria Vallarta Siemelink (MEX 1971–PT 2021)
 
 
CABINET OF RISKS & CHANCES
Instalação, performance e mostra
Novo trabalho de Christoph Zellweger (CH)
16 setembro, quinta
21h30-22h
Museu da Farmácia
 
 
DR. KNAP QUALIFIED JEWELLERY ARTIST
Performance com Agnieszka Knap
16 setembro, quinta  
22h–23h
Museu da Farmácia
 
 
THROWING KNIVES
Performance com Gisbert Stach
17 setembro, sexta
16h–17h
Galeria de Exposições Temporárias
do Museu de São Roque
 
 
HOW MANY IS ONE 
Apresentação do livro pela artista Deganit Stern-Schocken
Intervenções de Teresa Morna, diretora e João Simões, historiador, do Museu de São Roque
e de Cristina Filipe e João Norton de Matos, curadores da exposição.
21 novembro, domingo
15h-16h30
Possibilidade de adquirir o livro assinado pela autora.
 
Deganit Stern Schocken (*1947) está entre os artistas de maior destaque em Israel.
A monografia "How Many Is One" apresenta obras de quarenta anos de produção artística,
nos quais a situação sociopolítica do seu país transparece.
As peças para o pescoço "Kalandia Checkpoint", que integram a exposição "Suor Frio",
são disso exemplo.O livro "How Many is One" é composto por quatro capítulos,
cada um dos quais com o nome de uma palavra do título, referindo-se a um aspecto artístico particular do seu trabalho:
"How" Many" "Is" "One".
 
 
Entrada livre.
Limite 40 lugares, por ordem de chegada.
 
CONVERSA ENTRE CURADORES E ARTISTAS
17h-18h
 
18h ENCERRAMNETO DA EXPOSIÇÂO SUOR FRIO NO POLO S.ROQUE